quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

Vantagens e Desvantagens do Casamento

Vamos lá a isto então...

Podemos começar pelas vantagens de ser CASADO:... hhuummmm...., neste momento não me ocorre nenhuma... mas tenho a certeza que há! Voltarei a este assunto em outro post.

Passemos, então, a enumerar algumas desvantagens:

1. A Aliança
Antes de casar várias pessoas me disseram que a aliança atraía as mulheres, que elas adoravam homens casados, que ficávamos charmosos... enfim, um chorrilho de mentiras, cuja única intenção era encorajar-nos a avançar alegremente para a forca. Até agora, a aliança só serviu para afugentar eventuais presas ("ah, e tal, és casado…"). Para além de que andar com um anel no dedo sempre me pareceu um bocado amaricado…

2. A Fidelidade
Um dos pressupostos inerentes a um casamento é a fidelidade. Se estamos casados não é suposto andarmos por aí a petiscar em carne alheia. Acham mesmo que um homem consegue ter sempre a mesma mulher para o resto da sua vida? Continuando a analogia com a gastronomia (nem sei se é analogia… afinal acaba por ser tudo a mesma coisa…), se comermos sempre (e só) o nosso prato preferido, vamos acabar por nos fartar dele. Ou, dito de outra forma, podemos adorar filet mignon, mas um bitoque de vez em quando sabe maravilhosamente bem. E só nos vem confirmar que preferimos o filet mignon!

3. A Casa
Este ponto dá para mais do que um post, mas vou só adiantar algumas reflexões. Chegar a casa, depois de um dia de trabalho, e ter que levar com alguém a dizer: “não deixes a casa de banho desarrumada”, “não deixes a roupa espalhada pelo chão do quarto”, “não deixes a louça suja em cima da mesa”, “não… ”! Enfim, temos sempre alguém a controlar tudo o que fazemos, ou não fazemos.

4. Festas da Empresa
Se não a levamos, passa a noite a ligar-nos, pelos motivos mais insignificantes e, se voltamos para casa tarde, somos submetidos a um infindável interrogatório e temos que aturar o seu mau humor durante (pelo menos) uma semana. Se a levamos, passa a noite a comentar “o decote indecente daquela”, ou “a saia exageradamente curta da outra” e logo após o jantar já estamos cheios de vontade de sair dali para fora.

No início deste post disse que só ía falar em algumas desvantagens. Falar em todas seria uma never ending story, pelo que deixo esta lista em aberto, para ir completando em outros posts.

3 comentários:

Anónimo disse...

Meu caro, acho que o problema deve estar com voce, alem de ter se precipitado ao casar com uma pessoa que nao estava afim. Lendo esse texto da pra perceber que tem algo errado nessa historia. Ou voce e' corno, pq ela tbm quer uma garfada diferente, ou voce nao soube dar conta e apimentar a parada. Enfim, cresca e saiba cuidar de uma mulher!

Abraco

Anónimo disse...

Muito lúcidos seus comentários. O problema não é você não, o problema é da instituição casamento mesmo!!!
O anseio de liberdade é natural do ser humano, e, lembremos que, na qualidade de animais, não somos, nem jamais fomos monogâmicos!
Bjs

Anónimo disse...

Procurando posts interessantes acabei por um equivoco do google caindo no seu blog, comecei a ler e OBVIO que nao perdi meu tempo lendo todo.Porem, resolvi solidariamente gastar meu tempo comentando. Fica evidente que voce ja foi traido N vezes e foi feito de idiota explicitamente, mas procure um psicanalista e toque adiante. Ter raiva de todas as mulheres do mundo não apagara o fato de voce ser corno, so te isolara!

Resumindo:caras com esse seu comportamento "macho doido" alem de ridiculos sao faceis de manipular e de serem feitos de idiota outras tantas vezes